Tratar Presos com mais rigor?

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

APRENDI

APRENDI

Texto de Aluísio Cavalcante Jr.

Por muito tempo pensei que bons professores
Eram aqueles capazes de ensinar muitas lições.
Hoje sei que bons professores
São aqueles que além da capacidade de ensinar,
São também capazes de inspirar novas lições.
Que são capazes de fazer da simplicidade do sorriso,
A matéria prima de uma educação que faz sentido.
Que são capazes de transformar o mundo com a força do bem,
Da alegria e da amizade.
Hoje sei que bons professores são aqueles
Que embora saibam a importância
De se ensinar a colher os frutos do futuro,
Dedicam suas vidas a cultivar sementes no presente.
Que sabedores da sua força de educadores,
Semeiam, inspiram e colhem sonhos coletivos de esperança
Nas salas de aula de cada Escola,
Cultivando jardins de afeto pleno
Onde brotam sonhos de um novo mundo,
Nos corações dos muitos alunos
Que a vida lhes deu para cuidar.

A influência da mídia na sociedade

O que escrevo aqui praticamente é o que todos já sabemos, pois, vivemos isso todos os dias, mídia,holofotes,paginas de jornal estampadas, televisão,internet e vias de comunicação Global, o que realmente elas nos trazem de bom? Qual o percentual da importância da mídia na sociedade? Em que ponto a mídia passa a ser algo negativo na vida das pessoas?Do meu ponto de vista,que cá entre nós acho que seja o mesmo daqueles que tem bom-senso, a mídia influencia muito na vida da gente, pois é uma coisa que está presente desde a nossa infância, desde os desenhos animados até as séries, crescemos ouvindo, vendo e vivendo junto a mídia, uns participando da massa controladora outros apenas assistindo , o fato é que , de um jeito ou de outro a mídia em si não só nos beneficia trazendo informação e atualidade, ela também age em prol do capitalismo exagerado, por exemplo, na televisão querem nos empurrar coisas que não precisamos, existem até canais expecificos de venda ! E quem são as principais vitímas dessa parte da mídia? Ora , as crianças é claro, uma criança ainda não tem o senso de distinguir o que ela precisa realmente do que ela pode ter, a televisão faz uma lavagem de forma tão poderosa na cabeça de uma criança para que ela deseje algo, que se não obter de algum jeito causa revolta, causa tristeza e consequentemente problemas no lar , e mesmo que seja uma coisa tão inútil , que ela nem vai usar, ela quer, porque? Porque a televisão mostra, os amiguinhos tem, porque tá na moda, todo mundo tem, e a televisão não dá a minima para a conscientização dessas crianças, de que, nem tudo que ela mostra é acessível para todos, de que nem tudo que eles vendem nos comerciais, são coisas necessárias para a vida delas , e então por causa dessa falta de conscientização, a midía de qualquer fonte, passa a ser algo muito prejudicial a uma criança, acostumando-a e impondo as regras do Capitalismo Exarcebado, que predomina no meio que envolve quase 99% da mídia, e o 1% que sobra são os canais religiosos e os rarissimos canais de teleeducaçãosocial, Mas não estamos falando só das crianças , estamos falando de todos , é claro que a preocupação maior é com os menores, porém a mídia também pode influir na vida de um adulto ou um adolescente de forma tão prejudicial que pode levar até o suicídio , ou o suícido social que é um grande problema.Nos meios de comunicação de hoje, principalmente televisões a cabo e internet , mostra-se um realidade ficticía , em novelas, séries e filmes . Os adolescentes que vivem na era da comunicação facíl e da Digitalização da vida , acabaram entendendo a midía como um modelo a ser seguido e não apenas como um meio de diversão ou de informação, os adolescentes hoje querem tudo que está nos programas teens , querem ser igual aos personagens, querem se destacar na sociedade jovem,vestindo-se, falando e agindo , ou seja portando-se completamente como a mídia mostra que seria um adolescente cool, há uma supervalorização do visual e da posição social dos adolescentes, que eu posso classificar como um atentado violento, a tudo que aprendemos com nosso país, avós e famíliares, ou seja valores de verdade , não os valores de porcelana que a midía quer nos passar, não toda aquelas embonecagem plástificada e inútil que são os adolescentes fúteis que estão na midía, é claro que não podemos generalizar, mas digamos em termos de percentual, é quase predominante essa espécie. E se a mídia é o único meio de interação social acessível a praticamente para o mundo todo, como combater o mal que ela traz?O governo que deveria participar ativamente e censurar todo tipo de comunicação prejudicativa, está apenas preocupado em manter a própria imagem lavada na tv, exemplo disso foi a censura aos comediantes na epôca das eleições, disseram que não poderiam fazer piadas sobre políticos ! Ora bando de urubus sangue-sugas, comédia é comédia , não importa de onde saia a piada , e porque que o governo censura ? Porque provavelmente e é obvio que é , o que os comediantes estavam dizendo antes da censura era a pura verdade , mostrada de um lado irônico, sarcástico , de um modo que pudesse cativar a atenção de todas as classes de viventes, porque quem não gosta de Comédia? E porque que em vez de censurar comediantes inocentes, não censuram programas indevidos? Porque que não proibem a mídia de atingir tudo que é importante e que aprendemos na vida que é a realidade cotidiana? Porque não fiscalizam e corrigem horários de programas impróprios, porque não tiram do ar sites de pornografia gratuitos e acessíveis a todos? Realmente não podemos salvar o nosso mundo sem que o próprio governo que é a cupúla central de todos os poderes , tenha interesse em fazer um mundo melhor Ai nos falam em revolução , mas como faremos revolução , se a principal forma de mudar algo é mostrando o que está errado e como se faz isso? Com a mídia, e agora eu pergunto, se a mídia trabalha propriamente a favor do governo e do capitalismo, O QUE NÓS PODEMOS FAZER ????

Por Armando Soares, aluno do segundo ano do Ensino Médio do Instituto Maria Auxiliadora.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

NUNCA FUI ANONIMO

Parece brincadeira: Já fui acusado de tentar acabar com o Terceirão..
Sendo que trabalho no projeto também...
Já falaram que posso perseguir funcionários...
Já me separaram da minha esposa...
Dizem por ai que vou tomar a cantina...
Agora de criar perfil falso em facebook...
Sempre me expressei sem esconder meu nome, no meu blogwww.sociologiaemtela.blogspot.com - Uma das coisas que tenho orgulho é de não me esconder, nem temer ninguém sempre falo o que penso, e defendo minhas idéias abertamente!
Se alguém mal intencionado, esta usando meu nome e meu perfil (eu mesmo não consigo acessar) me bloqueou... vcs tem o direito de acreditar em quem quiser!!!
Como professor de Sociologia e História sempre defendi e defendo sim, a questão dos valores morais e eticos! quem é meu aluno sabe disso... Uma das várias lutas que travo desde 2009 na escola é quanto ao melhoramento das atividades pedagógicas na escola! quem tem dúvidas deem uma olhada no blog e veja que falo abertamente o que penso!
No mais, deixo pra vcs a máxima do filosofo Voltaire:
"Posso não concordar com tudo que dizes, mas defenderei até a morte o teu direito de dize-las".
Quanto às eleições saibam que já tentaram impugnar (tirar fora) a minha chapa, que foi indeferido de pronto! Assim, acredito muito em Deus, e sei que tudo coopera para o bem daqueles que o amam!
Se merecedor for, ele será fiel, pelas minhas petições e atitudes
Se não conseguir, sei que ele estará colocando também a pessoa escolhida por ele e pelo povo: Todo povo tem o governo que merece!
Acho imaturo, sei lá de quem for a parte...porque esse blog do joao bento também é anonimo! pois precisamos avançar em discussões democráticas e não ficar em balelas anonimas de facebook!!!!
Amplexos,
Contato: 69 8117-4060
www.sociologiaemtela.blogspot.com
Email: valdeciribeiro5@gmail.com
profvaldecifilho@yahoo.com.br
Orkut: Valdeci Ribeiro

terça-feira, 25 de outubro de 2011

COMPÓRTAMENTO ÉTICO


O comportamento ético no momento em que o mundo passa por grandes mudanças. As empresas se reformam e se transformam para sobreviver a essas mudanças e atender melhor seu consumidor. Assim, hoje, para um sucesso continuado, o desafio maior das empresas é ter uma ética interna que oriente suas decisões e permeie as relações entre as pessoas que delas participam e, ao mesmo tempo, um comportamento ético inequivocadamente reconhecido pela comunidade. Se a empresa, como espaço social, produz e reproduz esses valores, ela se torna importante em qualquer processo de mudança de perspectiva das pessoas; tanto das que nela convivem e participam quanto daquelas com as quais essas pessoas se relacionam. Assim, quanto mais empresas tenham preocupações éticas mais a sociedade na qual essas empresas estejam inseridas tenderão a melhorar no sentido de constituir um espaço agradável onde as pessoas vivam realizadas, seguras e felizes.



Para o professor da USP, Robert Henry Srour, ser ético nada mais é do que agir direito, proceder bem, sem prejudicar os outros. É ser altruísta, é estar tranqüilo com a consciência pessoal. É, também, agir de acordo com os valores morais de uma determinada sociedade. Essas regras morais são resultado da própria cultura de uma comunidade. Elas variam de acordo com o tempo e sua localização no mapa. A regra ética é uma questão de atitude, de escolha.


Além de ser individual, qualquer decisão ética tem por trás um conjunto de valores fundamentais. Muitas dessas virtudes nasceram no mundo antigo e continuam válidas até hoje. Eis algumas das principais; conforme ARRUDA (2002):
a) Ser honesto em qualquer situação: a honestidade é a primeira virtude da vida nos negócios, afinal, a credibilidade é resultado de uma relação franca.
b) Ter coragem para assumir as decisões: mesmo que seja preciso ir contra a opinião da maioria.
c) Ser tolerante e flexível: muitas idéias aparentemente absurdas podem ser a solução para um problema. Mas para descobrir isso é preciso ouvir as pessoas
ou avaliar a situação sem julgá-las antes.
d) Ser íntegro: significa agir de acordo com os seus princípios, mesmo nos momentos mais críticos.
e) Ser humilde: só assim se consegue ouvir o que os outros têm a dizer e reconhecer que o sucesso individual é resultado do trabalho da equipe.


Prof. Valdeci Ribeiro, leciona em Porto Velho-RO

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

ALGUNS COMPORTAMENTOS QUE PREJUDICAM A CARREIRA






Não são raros os casos de profissionais que investem quase que a vida toda na aquisição de novos títulos que teoricamente ajudariam a alavancar a ascensão na carreira. No entanto, o que se percebe é que todo o esforço parece ter sido em vão e outros colegas de trabalho, que não possuem tantas especializações até já receberam propostas para gerenciar equipes na própria empresa e convites até mesmo da concorrência. Mas, o que ocorre? A resposta pode estar não no campo técnico, mas na área comportamental do indivíduo. Selecionei algumas atitudes que podem prejudicar a carreira de muitas pessoas, que sem perceberem comprometem o próprio futuro profissional no dia a dia da empresa em que atuam.
1 - Quando se deparam com o fato de passarem por um processo de avaliação de desempenho, muitos profissionais sentem-se ofendidos e não veem nessa ferramenta, a possibilidade de receber um feedback tanto dos seus pontos fortes quanto daqueles que precisam ser trabalhados. Resultado: deixam uma rica oportunidade de desenvolvimento passar por suas mãos ou, pior ainda, imaginam que a sua avaliação é apenas uma desculpa para que ele seja desligado da organização.
2 - "Eu falei e ponto final". Quantas pessoas, nesse exato momento, proferem essa frase sem pensar no efeito que elas trarão às suas carreiras? Hoje, a competência comportamental de se mostrar aberto ao diálogo com os demais colegas de trabalho, não importa a função que se exerça, é considerada um diferencial significativo para um mercado altamente competitivo. Se alguém não está disposto a escutar os demais que estão ao seu lado, reduz significativamente as chances de também ser ouvido por outros. Isso, por sua vez, cria um isolamento, uma espécie de quarentena que envolve a pessoa e a deixa alheia ao que acontece ao seu redor.
3 - "O quê? Agora que você conseguiu entender esse procedimento? Eu já sei como tudo funciona e os outros sempre devem me procurar, porque estou certo nas minhas decisões e não erro nunca". Infelizmente, ainda há profissionais que carregam consigo essa mentalidade e arrogância de serem os melhores. Ninguém é suficientemente "intocável" e detentor de todo conhecimento, mesmo que já atue em uma função por anos.
4 - Para quem apresenta um comportamento como o citado acima, é sinal de que dificilmente essa pessoa estará apta para o desenvolvimento e quando isso ocorre, é porque o "sinal vermelho" foi dado faz tempo. Sair da zona de conforto, não representa valor algum para esse tipo de profissional. Afinal é mais cômodo ficar onde está, porque dá menos trabalho e "em time que ganha, não se mexe". Quantos profissionais já amargaram os resultados dessa "premissa" ultrapassada?
5 - O novo sempre gera receio para qualquer indivíduo, isso é muito mais comum do que se imagina. Quem, por acaso, gostaria de pular um muro alto sem saber o que o aguarda do outro lado? Uma pessoa de bom senso, no mínimo, tentaria dar uma "olhadinha básica" para não se dar mal. Diante de tanta velocidade no universo globalizado, não dá para ficar parado e esperar que isso passe despercebido e sem consequências para o futuro de uma carreira. Dizer não às mudanças é o mesmo que pisar em um campo cheio de pregos, com os olhos vendados.
6 - "O conhecimento que adquiri é apenas meu e não vou compartilhá-lo com quem quer que seja". Imagine uma pessoa que se acha detentor do conhecimento e que em momento algum passa pela mente que um dia precisará consultar ou pedir ajuda a algum dos seus pares. Existe uma significativa probabilidade de que esse profissional não consiga apoio dos colegas, uma vez que ele "sabe de tudo".
7 - Se uma equipe alcança êxito em uma atividade, há quem possa querer ganhar os "louros" apenas para si, pois sem sua presença logicamente os resultados não teriam sido alcançados. Todos que formam uma equipe contribuem de alguma forma para a obtenção do êxito. Acreditar que tudo funciona ao seu redor, é característica explícita de uma pessoa egocêntrica e que devido ao seu autoestrelismo, acaba por apagar o próprio brilho. Lembre-se: o espírito de equipe é uma das competências comportamentais mais valorizadas por empresas competitivas e que oferecem ótimas chances de ascensão.
8 - Não existe problema algum em querer galgar degraus mais altos no campo organizacional. No entanto, há pessoas que extrapolam os limites do bom senso e acreditam que "pisando nos colegas", o sucesso chegará mais fácil. É bom lembrar que todos os dias, as atitudes fazem a nossa marca não apenas junto ao colega que senta ao nosso lado, mas também a toda empresa. E como a facilidade de troca de informações, a imagem do profissional propaga-se mesmo que ele próprio pense que determinados fatos ficarão restritos a quatro paredes. Hoje o network, as redes de relacionamento também costumam ser fontes de pesquisas para saber qual a reputação que o profissional construiu no mercado.
9 - "Todos querem tomar meu lugar e não posso confiar nem na moça que serve o cafezinho". Quando um profissional chega a esse estágio, existem três alternativas: ou ele procura uma nova colocação no mercado; torna-se foco de conflitos que comprometem o clima organizacional ou, ainda, é um candidato a ter um enfarto ou a provocar um ataque cardíaco no colega ao lado. Caso a pessoa sinta-se perseguida no ambiente de trabalho, é preciso que tenha a atitude de conversar com seu gestor ou o final pode gerar sérios problemas tanto individuais quanto para a coletividade.
10 - "Não sei de deveria contar, mas fiquei sabendo de uma novidade!!!". Há pessoas que além de estimularem a circulação de boatos dentro da equipe, não perde a oportunidade de acrescentar uma exagerada dose de dramaticidade. Quem usa o seu tempo para "observar" o colega, esquece que os ponteiros do relógio não param e que a sua própria vida também passa rapidamente e com ela, boas oportunidades que não mais baterão à porta.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

DILMA E A DITADURA MILITAR




De guerrilheira na década de 1970 a participante da administração pública em diferentes governos, Dilma Rousseff tornou-se uma figura pragmática, de importância central no governo Lula, e agora Presidente do Brasil.

A primeira mulher a discursar na abertura de uma reunião com os politicos mais influentes do mundo.


Vida bandida

Expulsa da Faculdade de Economia de Belo Horizonte por motivos políticos, passou à clandestinidade, adotando inúmeros codinomes. Dentre outras ações, Dilma ajudou a planejar o assalto à casa da amante do ex-governador de São Paulo, Adhemar de Barros, na qual se escondia um cofre pertencente ao político. A ação ocorreu em 18 de julho de 1969, no Rio de Janeiro, e rendeu à guerrilha US$ 2,4 milhões.

Dilma Rousseff ainda organizou três ações de roubo de armas no Rio de Janeiro, sempre em unidades do Exército. Presa em 16 de janeiro de 1970, o promotor militar responsável pela acusação a qualificou de "papisa da subversão". Depois de três anos na prisão, sofrendo bárbaras torturas, Dilma foi libertada e mudou-se para Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, onde concluiu o curso de Economia na Universidade Federal, em 1986.


Mas, seria tudo isso verdade nesse documento feitos por quem se achavam os donos do poder, na verdade os militares pintaram e bordaram na história da república brasileira.

Golpes, Atos Institucionais, torturas, censuras, e todos os tipos de perseguição para quem queria liberdade de expressão e abertura politica (democrátrica).



Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral e Rondônia, na Escola João Bento da Costa e no Instituto Maria Auxiliadora, em Porto Velho.



CUIDADO PRA NÃO MACHUCAR-SE




É triste falhar na vida: porém, mais triste ainda é não tentar vencer.


Roosevelt


Um belo dia de sol, Sr. Mário, um velho caminhoneirochega em casa todo orgulhoso e chama a sua esposapara ver o lindo caminhão que compraradepois de longos e árduos 20 anos de trabalho.Era o primeiro que conseguia comprar depois de tantos anos de sufoco e estrada.


A partir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão.Ao chegar à porta de casa, encontra seu filhinho de seis anos, martelando alegremente a lataria do reluzente caminhão. Irado e aos berros pergunta o que o filho estava fazendo e, sem hesitar, completamente fora de si, martela impiedosamente as mãos do garoto, que se põe a chorar desesperadamente sem entender o que estava acontecendo.A mulher do caminhoneiro corre em socorro do filho, mas pouco pôde fazer.


Chorando junto ao filho, consegue trazer o marido à realidade, e juntos levam o garoto ao hospital para cuidar dos ferimentos provocados.


Passadas várias horas de cirurgia, o médico desconsolado e bastante abatido, chama os pais e informa que as dilacerações foram de tão grande extensão, que todos os dedos da criança tiveram que ser amputados.Porém, o menino era forte e resistia bem ao ato cirúrgico, devendo os pais aguardá-lo no quarto.Ao acordar, o menino ainda sonolento esboçou um sorriso e disse ao pai:-Papai, me desculpe.


Eu só queria consertar seu caminhão, como você me ensinou outro dia. Não fique bravo comigo.O pai, enternecido e profundamente arrependido, deu um forte abraço no filho e disse que aquilo não tinha mais importância. Não estava bravo e sim arrependido de ter sido tão duro com ele e que a lataria do caminhão não tinha estragado.Então o garoto com os olhos radiantes perguntou:- Quer dizer que não está mais bravo comigo?- É claro que não! – respondeu o pai.Ao que o menino pergunta:- Se estou perdoado papai, quando meus dedinhos vão nascer de novo?Nos momentos de raiva cega, machucamos as pessoas que mais amamos, e muitas vezes não podemos “sarar” a ferida que deixamos.


Nos momentos de raiva, tente parar e pensar em suas atitudes,a fim de evitar que os danos seja irreversíveis.Não há nada pior que o arrependimento e a culpa.Pense nisto!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O NOBEL DA EDUCAÇÃO

Quem sabe um dia os educadores possam fazer jus ao prêmio?


Existe o prêmio Nobel da Química, o Nobel da Física. Tembém temos o da Literatura e o da Economia. Por que não existe um Nobel da Educação?


Será do fato de no ato de educar não existir um saber específico?


Será porque a Educação deixou de ser factor de desenvolvimento?


A prática da maior parte das escolas terá alguma coisa a ver com isso?


Quase todas as pesquisas incidem em escolas onde nada se cria e tudo se copia, produzindo conclusões em circuito fechado. Os pesquisadores adotam um "léxico" velho de séculos, jogam com conceitos absoletos, reinventam terminoloogias e nomenclaturas, reescrevem literatura de ficção cientifica: o fosso entre a teroria e a prática mantém-se, ou aprofunda-se.


Talvez lá ´para 2050, na Idade da Educação (e tal como Saramago), educadores possam fazer jus à distinção de um Nobel . Quem sabe?




José Pacheco (Educador e escritor, ex diretor da Escola da Ponte, em Vila das Aves (Portugal).






Prof. Valdeci Ribeiro, leciona na Escola JBC e no IMA em Porto Velho.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

RESULTADO DO 3º SIMULADO - JBC






* Valdeci Ribeiro












RESULTADO DO 3. SIMULADO DA ESCOLA JOÃO BENTO DA COSTA, POSTAREI AQUI OS QUARENTA PRIMEIROS COLOCADOS, NUM TOTAL DE MAIS DE 560 INSCRITOS (resultado geral- manhã e tarde):








1º Bianka Miorelli Manhã T7 72 PONTOS

2º Rafael Paulino Vesp. T15 70

3º Daniele dos Santos Vesp. T17 65

4º Itan Alan Vesp. T14 65

5º Thiago Albino Vesp. T18 64

6º Italo Moiá Simão Manhã T7 63

7.Marcos Alexandre Vesp. T19 62

8º Nayla Maria Vesp. T13 59

Lucas Diego Manhã T5 59

10ºDemetrio Macedo Vesp. T17 58

11º Shirley Cristina Vesp. T16 57

Raquel Mascarenhas Vesp. T18 57

13º Amanda Freitas Manhã T6 56

Lídia Juliana Vesp. T13 56

André Soares Vesp. T14 56

16º Matheus Leoncio Vesp. T10 55

Baarbara de Lara Vesp. T16 55

Leandro Lima Manhã T1 55

Raissa Stephanne Manhã T5 55

Haniely Sonja Manhã T9 55




quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A CULPA É DO PROFESSOR




"Os pais sempre acham que a escola dos seus filhos é melhor do que elas verdadeiramente são"




*Valdeci Ribeiro







Em um Blog Politico aqui no Estado de Rondônia , vi que seu editor achou o culpado pelo baixo desempenho no ENEM das Escolas Públicas do nosso Estado. De quem é a culpa ? Será dos politicos que não controlam os altos investimentos na educação, das politicas educacionais voltadas para um melhor desempenho e rendimento da aprendizagem.


A politica educacional do atual governo, voltada à inclusão e ao desenvolvimento social, considera a necesseidade de ampliar o acesso a todas as etapas da educação básica e de garantir padrões de qualidade social ao ensino público brasileiro.


Infelizmente esses padrões de qualidade não ficam bem claros quando o assunto é investimento no profissional da educação. O professor ainda tem sua importância na sala de aula, e funciona como ferramenta essencial no desenvolvimento do processo aprendizagem.


O Brasil no entanto ainda não acordou ou não quer acordar,porque qualquer um sabe que o ápice da educação nos estados vai ser alcançado com a valorização do professor.


E isso não é balela, nem papo de sindicalista, porque é somente analisar a questão da Inglaterra que tinha na figura do professor num ranking das profissões mais desejadas pelos jovens: a de professor ficava na 95ª posição. Com a "valorização" digo em melhorias salariais e treinamentos para os mestres, a profissão hoje, pulou da 95ª para o 5º lugar entre as profissões mais desejadas na Inglaterra.


É a questão do status social, nos dias atuais as pessoas buscam por profissões que lhe darão status na sociedade. Se os politicos brasileiros acordarem verão, que poderíamos dar um salto grandioso na questão da qualidade, na produção de conhecimentos, no aumento de cientistas para o desenvolvimento de novas tecnologias.


O que vemos na verdade na maioria das escolas é o total abandono tanto por parte do poder publico, quanto dos pais que acreditam que o unico responsável pela educação dos jovens: é a escola. Na maioria das reuniões de pais, são contados os gatos pingados que aparecem para saber o verdadeiro histórico dos filhos. Falo histórico num sentido mais amplo, das notas, do comportamento e da frequencia.


Mas, para que se preocupar familia e estado com essa situação, se já escolhemos nosso bode expiatório, para jogarmos todas as nossas culpas e fracassos. Está encerrada a sessão: PROFESSOR CULPADO!!!!!



* Leciona História Geral e Regional, Sociologia e Filosofia em Porto Velho.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

UMA EQUIPE DE VERDADE

10 indicadores de uma equipe de valor

Por Patrícia Bispo para o RH.com.br

Infelizmente, há ainda quem conceba a ideia de que um grupo de funcionários reunidos em uma mesma sala ou setor é sinônimo de que a empresa conta com um time. No primeiro caso, as pessoas estão apenas agrupadas, próximas em virtude de um espaço físico e delimitado, para que realizem suas atividades laborais. No outro, uma equipe ou time evidencia-se pela presença da união, da sintonia, da camaradagem e, por sua vez, seus membros não necessitam estar perto fisicamente para que seja evidenciado o chamado espírito de equipe. Confira abaixo alguns indicadores de que um verdadeiro time.


1 - O clima organizacional é visivelmente saudável e não precisa ser monitorado a todo o momento pelo gestor, como se uma "bomba relógio" estivesse prestes a explodir.

2 - No dia a dia corporativo o estresse sempre estará presente. No entanto, quando uma equipe de valor forma-se, os fatores estressantes diminuem e perdem forma, uma vez que como cada uma faz parte do "todo" os momentos mais tensos são compartilhados e a ajuda sempre aparece para que os desafios sejam superados.

3 - Respeito à diversidade. Em uma equipe não existe espaço para preconceitos em relação a sexo, cor, raça, religião, idade ou qualquer outra característica dos seus membros. O que conta é o profissional que está na empresa para somar, agregar valor não apenas ao negócio, mas também aos colegas de trabalho.

4 - Consideração à personalidade de cada indivíduo. No ambiente organizacional cada indivíduo deve mostrar profissionalismo, no entanto isso não significa que ele tenha que reprimir sua personalidade. Enquanto há aqueles que gostam, por exemplo, de conversar durante o almoço, existem outras pessoas que optam por fazer sua refeição lendo um bom livro.

5 - A oportunidade para apresentar ideias, sugestões sem receio de ser criticado pela liderança ou demais colegas, é realidade na rotina de uma equipe. Quando um time se forma, as pessoas não se sentem podadas e tampouco têm receio de apresentarem suas contribuições.

6 - Acesso ao gestor quando qualquer colaborador sentir a necessidade de conversar sobre o desempenho pessoal ou coletivo é outra característica evidenciada no dia a dia de uma equipe. É bom ressaltar que muitas vezes, um profissional deixa de agregar valor e se isola, porque lhe falta oportunidade de receber um feedback. Mesmo que todos o considerem um talento, todo colaborador precisa saber se está ou não atendendo as expectativas da organização. Isso permitirá que seu desenvolvimento ocorra de forma planejada.

7 - Em uma equipe a liderança não é vista como uma personagem intocável ou merecedora de medo. O líder conquista o respeito e nunca tenta impô-lo aos liderados. Vale aqui uma ressalva: quem deseja ser líder também deve estar pronto a receber feedback da própria equipe, pois são os liderados que convivem com ele diariamente e poderão ajudá-lo a desenvolver ou aprimorar, principalmente, competências comportamentais.

8 - Se um colega apresenta dificuldades em alguma determinada atividade, existe a presença do espírito de camaradagem e a troca de ideias, de informações entre os profissionais ocorre naturalmente, tornando a assimilação muito mais fácil e agradável.

9 - Compartilhamento de conhecimento entre as pessoas é uma constante. Aqui, diga-se de passagem, não apenas as informações que são encontradas em livros, sites ou revistas especializadas, mas também o conhecimento que cada pessoa adquire a partir das suas experiências de vida.

10 - Numa equipe existe a consciência de que a conquista é sempre coletiva, pois todos os profissionais estão interligados em suas atividades. Todos são importantes para a sobrevivência da empresa, desde a moça que serve o cafezinho até o diretor que toma as decisões estratégicas.

www.rh.com.br

Palavras-chave: | equipe | produtividade |

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

PORNOCRACIA

O PIOR PAPA DA HISTÓRIA
O Cisma Papal

]40 anos (1377-1417) durante os quais houve, simultaneamente, dois papas, um em Roma e outro em Avinhão, cada qual a se dizer "vigário de Cristo" e a proferir anátemas e maldições um ao outro.Urbano VI, 1378-89, sob o qual a sede pontifícia foi restabeleci da em Roma. Bonifácio IX, 1389-1404. Inocêncio VII, 1404-6. Gregório XII, 1 406-9 Alexandre V, 1409-10. . João XXIII, 1410-15, chamado, por alguns, o mais depravado criminoso que já se sentou no trono papal; réu de quase todos os crimes; quando era cardeal, em Bolonha, duzentas jovens, freiras e senhoras casadas caíram vítimas de seus galanteios; como papa, violou freiras e donzelas, viveu em adultério com a mulher de seu irmão; foi réu de sodomia e outros vícios inomináveis; comprou o cargo pontifício; vendeu cardinalatos a filhos de famílias ricas; negou, abertamente, a vida futura. Martinho V, 1417-31, com quem foi sanado o cisma papal, mas este foi considerado na Europa um escândalo, levando o papado a sofrer irreparável perda de prestígio. Eugênio IV, 1431-47.

*AVINHÃO:Avinhão (em francês Avignon) é uma cidade do sul de França que durante vários anos foi a residência dos Papas da Igreja Católica. Está situada na margem esquerda do rio Ródano, no departamento de Vaucluse, a cerca de 650 km a sudeste de Paris e a 80 km a noroeste de Marselha. Têm cerca de 95 000 habitantes.

Prof. Valdeci Ribeiro leciona História em Porto Velho.


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

TERCEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL






Na década de 1970, a crise do petróleo fez com que emergisse para o mundo algo que já vinha sendo gerado no decorrer do século XX, a 3ª Revolução Industrial, também chamada de Revolução tecnocientífica informacional.



Esta por sua vez correspondia aos avanços tecnológicos em especial da informação e dos transportes, representado por invenções como por exemplo Internet, e os aviões supersônicos. Os avanços nesses setores tornaram o mundo menor, encurtaram as distâncias e em alguns casos aniquilaram o espaço em relação ao tempo, como o que vemos com a telefonia, dentre tantos outros exemplos.



Tudo isso gerou e tem gerado transformações colossais no espaço geográfico mundial, as indústrias buscam a inovação, investem em novas tecnologias, em especial naquelas que poupem mão de obra como a robótica, o desemprego estrutural se expande. Antigas regiões industriais entram em decadência com o processo de desconcentração industrial, surgem novas regiões industriais. Surge a fábrica global, que se constitui na estratégia utilizada pelas grandes empresas internacionais de produzir se utilizando das vantagens comparativas que oferecem os variados países do mundo.



A terceirização, também torna-se algo comum, como o que ocorre com empresas de calçados como a NIKE, que não tem um único operário em linhas de produção, pois não produz apenas compra de empresas menores.Fruto também da revolução tecnocientífica informacional, surgem os chamados Técnopolos, locais, que podem ser cidades ou até mesmo bairros onde se instalam empresas de alta tecnologia como uma Microsoft, em geral associadas a instituições de pesquisa como universidades.



É o caso do Vale do Silício nos EUA, Tsukuba no Japão, e cidades como Campinas e São Carlos no Brasil.



AS MULTINACIONAIS OU TRANSNACIONAIS






A partir do final do século XlX, começam a surgir os primeiros trustes (modalidade de concentração e centralização do capital), os quais dão origem a empresas multinacionais, que correspondem aquelas que se expandem para além das fronteiras onde surgiram, algumas tornando-se verdadeiras empresas globais, como é o caso da Coca-cola.



A grande arrancada das multinacionais em direção dos países subdesenvolvidos se deu a partir do pós 2ª Guerra mundial, quando várias empresas dos EUA, Europa e Japão, passaram a se aproveitar das vantagens locacionais oferecidas por esses países.Hoje a presença de multinacionais já faz parte do cotidiano de milhões de pessoas no mundo todo, elas comandam os fluxos internacionais, e em alguns casos chegam a administrar receitas muito superiores a de vários países do mundo.As maiores multinacionais do mundo são dos EUA, seguidas de japonesas e européias.



Empresas desse tipo surgidas em países do mundo subdesenvolvido ainda são poucas, e não tão poderosas como dos primeiros.No Brasil, a chegada delas se deu, principalmente a partir do governo de JK, que abriu a economia nacional ao capital internacional proporcionando grande internacionalização da economia, por outro lado também beneficiou multinacionais como por exemplo na opção pela via rodoviarista de transportes para o Brasil, que naquele momento atraiu várias multinacionais produtoras de automóveis, mas que condenou os brasileiros a pagarem os custos mais elevados desse tipo de transporte.



Hoje a presença delas no Brasil é muito intensa e numerosa, elas sendo responsáveis por grande parte da drenagem de capitais que saem do país através das remessas de lucros.






MODELOS PRODUTIVOS( Da Segunda revolução industrial à revolução Técnico-científica).






TAYLORISMO-



- Separação do trabalho por tarefas e níveis hierárquicos.



- Racionalização da produção.-



- Controle do tempo.



- Estabelecimento de níveis mínimos de produtividade.






FORDISMO-



Produção e consumo em massa.



Extrema especialização do trabalho.



Rígida padronização da produção.






PÓS-FORDISMO-



Estratégias de produção e consumo em escala planetária.



Valorização da pesquisa científica.



Desenvolvimento de novas tecnologias.



Flexibilização dos contratos de trabalho.









Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral e Regional em Porto Velho.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O que andam servindo nas Cantinas das Escolas



Esse assunto por algum tempo andou rondando os meios dos bate-papos de técnicos educacionais, pais de alunos e gestores escolares sobre o que se deveria servir nas cantinas de nossas escolas por todo país.

Todo mundo tá careca de saber que a alimentação dos jovens tem que ter de tudo. Frutas, Saladas, Carnes de todos os tipos, Carboidratos (pães, massas e arroz) e mesmo alguns doces mas sem exageros.

É só ir por ai e ver que nossa juventude esta acima do peso, barriguda e sem disposição para a prática de esportes. Síndrome do Fast Food, espalhada por todos os cantos do Brasil, principalmente dentro das escolas e das Universidades brasileiras.

Não venho aqui para pregar dietas milagrosas/hipocritas, o que deve ser evitado realmente são os produtos industrializados (muito populares entre jovens e adolescentes), que sempre vem em maior quantidade do que deveriam.

Também é fundamental que os adolescentes pratiquem alguma atividade física e bebam muito líquidos (NÃO REFRIGERANTES), digo AGUA, aí sim podemos abusar.

Entretanto nossas autoridades não estão preocupadas com a saúde de nossos jovens, que atolam-se em comidinhas rápidas, se empapuçando em saltenhas, esfiras, quibes e outros tipos de sanduiches que são servidas dentro de nossas escolas.

ALIMENTAÇÃO SAUDAVEL = Não encontramos dentro das mesmas!

Precisamos urgentemente rever nossos valores, e decidir de que forma serão servidas as refeições dentro de nossas escolas ou então o resultado será catastrofico: crianças sonolentas, sem motivação, sem rendimento escolar e com excesso de peso.



Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral e Regional em Porto Velho-RO.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

HISTÓRIAS ÍNTIMAS: história do Brasil contada de um jeito prazeroso

Publicado pela Editora Planeta, a Historiadora Mary Del Priore , revela a história da sexualidade no Brasil, expondo com clareza e bom humor práticas, costumes e uso do povo brasileiro por mais de cinco séculos.

A autora demonstra em suas pesquisas, como o sexo e a concepção de privacidade e intimidade mudaram no decorrer da história, sempre sob o influxo politico, econômico e culturais. Dar pra sentir como um tema que era TABU a sexualidade passou a algo comum e um dos mais abordados na era pós-moderna.

Mary Del Priore é uma das mais renomadas historiadoras do nosso país, célebre por converter eventos históricos em saborosas narrativas.

Indico para todos que são apaixonados por história e principalmente na questão da vida privada..


INDICO.



Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral em Porto Velho-RO.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

BRASIL CORRUPTO: QUEM O CORROMPE?

A história da corrupção no Brasil é bem antiga, vem desde o tempo da colonização lusitana aqui por essa terrinha. A corrupção original se instala no âmbito politico e pode ser encontrada na maioria dos países latinos americanos.


Particularmente no Brasil, é possível constatar um desenvolvimento capitalista de forma desigual e na maioria das vezes baseado em acordos corruptíveis.


Seria o Brasil mais corrupto que outras nações mais desenvolvidas?


Países avançados investem em auditorias fiscais constantes e os profissionais são bem pagos e tem um alto grau de respeitabilidade e reconhecimento público que garante sua honestidade.


E no Brasil? O que você acha?


Então estaria dizendo que o Brasil não é corrupto? ou falta investimentos em profissionais que valorizem a moral e a ética.


No Brasil é comum atribuir a corrupção a "má indole do povo brasileiro" ou até mesmo a famosa "lei de Gerson" que se deve levar vantagem em tudo.




O que fazer então para mudar esse quadro que está no discurso do senso comum da maioria dos brasileiros: "se eles podem eu também posso". O que fazer?




Teria solução para nosso país?


segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Você sabe dar Feedback?







* Prof. Valdeci Ribeiro







No dia a dia é indispensavel que o profissional saiba o que a empresa (escola) espera dele e qual contribuição pode dar ao Ensino. É a questão da linguagem que deve ser a mesma, para obtermos o sucesso tão esperado. Segundo Içami Tiba, se a escola diz água, a família diz vinho, o aluno "diz anda".

É nesse momento que o feedback torna-se uma ferramenta fundamental aliada ao processo de ensino-aprendizagem. No entanto existem alguns fatores que podem comprometer o tão esperado feedback, confira comigo:


1º Falta de preparo de quem conduz o feedback. Há quem acredite que por ser gestor está preparado para realizar o processo e acaba "metendo os pés pelas mãos".

2º Falta de visão organização que não treina alguns professores para realizar eventos dentro da organização(escola), tudo é feito de qualquer jeito.

3º É preciso reavaliar sempre o processo, mesmo depois de uma atividade que julgamos ter sido positiva, para sempre estarmos buscando a perfeição dentro dos objetivos propostos pela equipe identificando o que precisa ser mudado.

4º Instituir o feedback também é uma prática que talvez possa não dar certo, muitas vezes a equipe não entende os objetivos do processo.

5º Achar que sabe tudo, nos coloca numa zona de conforto, e nos impede de buscar novos conhecimentos e aprimoramentos de novas competências. Ao aplicar o feedback o gestor deve tentar entender cada uma das mentalidades dos participantes do grupo.

6º Acreditar que o feedback é um puxão de orelhas é um erro gravíssimo.

7º Existem gestores que se utilizam do feedback para buscar autoafirmação como um meio de reafirmar sua autoridade perante a equipe.

8º Realizar o processo em local inadequado. Não realizar no momento certo (nunca sufoque um membro de sua equipe).


E para terminar pensar que o feedback é um processo de mão única,ou seja apenas a liderança tem direito de falar. Para a outra parte cabe apenas o direito de ficar calado, ouvindo e concordando com o que foi falado.


Fonte: Baseado no texto de Patricia Bispo (www.rh.com.br)


*Leciona História Geral , História Regional e Sociologia em Porto Velho-RO.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

ESCOLAS: Sepulcros caiados


Fazendo uma análise dos escritos do nosso Mestre maior, Jesus Cristo, quando o mesmo descia o cacete naqueles chamados "santosdo pau oco", logo me veio na cabeça a situação da educação em Rondônia. "Sepulcros caiados" é um termo utilizado na Bíblia para falar dos que tem uma aparênca bela, porém por dentro não valem nada."

A tão esperada reforma nas escolas públicas, luta pela qual alunos e professores enganjaram-se há mais de 4 anos desde o outro -governo, parece-me, que vai ficar mesmo só numa pintura mixuruca para esconder os graves problemas que nossas escolas estão padecendo.


Se algum pai tivesse idéia da maneira que se encontra as "estruturas" das escolas de nossa cidade, não colocariam seus filhos na maioria delas sob pena de sofrer um desastre de grandes dimensões.

São problemas estruturais na base de sustentação dos prédios, infiltrações, alagações em épocas de chuvas, sistema elétrico comprometido e banheiros sem as minimas condições de uso nem par o pior dos bandidos no Urso Branco.


Eu adoro a estetica da corrupção: ela é hereditária!!!!!

Adoro a etimologia da palavra ensinar: muitos nunca aprendem!

Adoro o vocabulário de defesa de governos mediocres: faz parte do jogo!

Adoro ver bandidos felizes por leis justas: pagaquem pode!


Me emociona a falsidade e a falta de compromisso com educadores de todo Brasil, são tantos casos de obecenidade/imoralidade com o erário público, que fico feliz em saber que na semana que vem, de volta ao trabalho nossas salas estarão pintadas, e não há quem diga, o governo está investindo na EDUCAÇÃO.


Outra coisa maravilhosa é a falta de memória que nosso povo tem, quem vai cobrar as promessas de campanha?


AS REFORMAS NAS ESCOLAS = pintura somente não!

A GESTÃO DEMOCRATICA= será que vamos engolir mais 4 anos de politica eleitoreira nas escolas!


sexta-feira, 8 de julho de 2011

O FRACASSO DO PAC EM RONDÔNIA

PRESIDENTA DO BRASIL NÃO PASSOU NO VIADUTO!!!!

NEM PASSOU PRA LAVAR AS MÃOS NAS ÁGUAS DO PROGRAMA QUE PROMETIA AGUA ENCANADA PARA TODA POPULAÇÃO DE PORTO VELHO!!!!!


Tirando a assinatura da PEC da Transposição, a visita da Dilma foi uma verdadeira palhaçada para o povo de Rondônia, pelo menos ela poderia ter visitado as obras do Governo passado (OBRAS FARAONICAS).

Por que os Deputados de Rondônia não levaram a Presidenta para um passeio em nossos viadutos...
Poderia saber para onde foi o dinheiro público destinado a construção destas obras porcas, que transformou a cidade de Porto Velho num CAOS.
É uma vergonha para os comerciantes daquela área que teem seus comercios prejudicados com a falta de visibilidade e sem um acesso descente.

A agua encanada foi uma bandeira levantada e dirigida pelo clã SENA em Rondônia, cavucaram a cidade toda, e água que é bom, só a do madeira!!!!!

DILMA VOLTA PRA RONDÔNIA, PRA ANDAR NOS VIADUTOS!!!!!!!!

CONVIDA A TURMA DA PETEZADA!!!!!!

quinta-feira, 30 de junho de 2011

POBREZA

Há muito tempo atrás, já estudamos em história que nossos antepassados presenciaram o "êxodo rural" onde a mão de obra operária abandonou as cidades do interior do Brasil a fim de arrumar um boquinha nos grandes centros urbanos do país.

A industrialização e consequentemente a mecanização no campo diminuiu em grande escala a necessidade do trabalho humano, pois para termos uma idéia no nordeste brasileiro uma colheitadeira substitui a mão de obra de mais de 100 boias-frias e ai passaram a ser chamados de "sem-boias" para aumentar o arsenal humano de desprovidos: os sem tetos, os sem terras...

terça-feira, 28 de junho de 2011

HISTÓRIA DE RONDÔNIA: In Foco

Alunos do Terceirão Instituto Maria Auxiliadora em Porto Velho, após algumas pesquisas e entrevistas começaram nesta terça-feira (28/06) as apresentações sobre História Regional e Rondônia.

O 1º entrevistado foi o Dr. Prof. Dante do Departamento de História da UNIR, que foi entrevistado na Praça da EFMM e contou um pouco dos Fatos Históricos a respeito do povoamento de nossa região e do surgimento, criação e instalação da Cidade de Porto Velho.


Parabéns a garotada pela coragem e determinação, a responsabilidade agora dos outros grupos é grandiosa, pois o nivelamento das apresentações será por cima!



Amplexus.


Prof. Valdeci Ribeiro leciona História Geral e Regional em Porto Velho-RO.

domingo, 19 de junho de 2011

Porto Velho e a Madeira Mamoré

A Madeira Mamoré e a cidade de Porto Velho...











Ontem a tarde estive visitando o Complexo Turistico da Madeira Mamoré, e de longe assistia a entrevista dos meus alunos do Instituto Maria Auxiliadora com o Professor e Pesquisador Dante de Oliveira, para uma série de Documentários que os mesmos estão produzindo para as nossas aulas de História Regional e Rondônia.

Naquele momento no vai e vem de turistas e moradores que por ali passeavam, talvez muitos nem se davam conta da importância daquele espaço para a atual cidade de Porto Velho...

Meu filho do lado me questionava sobre os trens, sobre os trilhos, sobre as novas construções do espaço, e foi ali que tudo começou...

Parabéns ao meus alunos e estou curioso ´pra assistir a entrevista com o professor!!!!



Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral em Porto Velho-RO



sábado, 4 de junho de 2011

PALESTRA NO JBC

Agradecimentos ao nosso amigo historiador Anisio Gorayeb pela palestra para os 600 alunos do projeto terceirão da escola JBC.
O site para saber mais sobre Anisio Gorayeb é www.gentedeopiniao.com.br


amplexus,

Valdeci

quinta-feira, 12 de maio de 2011

ESCOLA PÚBLICA : CAOS!!!!!

Certa vez escrevi nesse Blog a respeito das vagas nas universidades públicas, que na maioria das vezes as melhores vagas (digo nos melhores cursos), "levando em consideração a valorização do mercado de trabalho", eram preenchidas por alunos oriundos de escolas particulares.

Ainda afirmava que cabia as classes menos favorecidas da sociedade, se conformar com empregos subalternos. Fico feliz, muito feliz em ver que algumas escolas públicas, em nossa cidade, a exemplo do João Bento da Costa, primam por qualidade, que vem de esforços de uma equipe que não medem sacrificios para obter resultados positivos nos vestibulares da região norte e té mesmo a nível de Brasil.

Quais ascondições que estão sendo dadas a esses profissionais para desenvolver seus trabalhos?

Salas insalubres! Sem ar-condicionados, sem a devida limpeza e sem luminosidade!

As escolas públicas de Rondônia, estão caindo aos pedaços (herança maldita do ex-governo), instalações eletricas entrando em curto, banheiros entupidos e outras aberrações que só mesmo visitando uma escola pública pra ver de perto...

Nossos alunos são verdadeiros herois, que em meio a tudo isso, encontram na "escola" forças pra lutar por um futuro digno e bem longe da escola!

Quando conseguirmos vencer todas essas barreiras(que só falta vontade politica), quem sabe as melhores vagas, não serão mesmo de nossos filhos, que estão na escola pública!

A universidade é uma luz no fim do túnel para quem vem da pobreza, a escola pública, digo todas deveriam ser um caminho natural para diminuirmos as desigualdades sociais por esse país afora!

Quem quer acabar com as desigualdades?

Quem quer ser igual ?


Enquanto isso....

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Qual é o seu limite?

Refletir sobre nossa atuação enquanto profissionais, pais, filhos, alunos, irmãos e colegas é tão fundamental quanto o ar que respiramos. Nossa vida em sociedade depende de relacionamentos saudáveis e precisamos tirar as arestras das amarguras, do ódio, do ressentimento.

Caros amigos deste blog. Qual é o seu limite? Quais os obstáculos que se apresentam em seu caminho? Você é que faz o seu destino, você que estipula seus limites, os obstáculos, esses existem, mas nunca são intrasponíveis, tudo depende de sua motivação pessoal, de seu otimismo em relação à vida!

Em qualquer meio que estamos inseridos, precisamos ser capazes de superar as dificuldades, as deficiências e os contratempos. O que lhe motiva?

Já dizia a canção, "que sabe faz a hora não espera acontecer", assim é a felicidade e o sucesso, enquanto muitos esperam, outros buscam! tenha em mente que você é senhor e senhora do seu destino!


Prof. Valdeci Ribeiro, leciona em Porto Velho-RO

O que lhe tem

terça-feira, 26 de abril de 2011

ISLAMISMO

Quer pesquisar sobre o Islamismo, vou passar aqui alguns sites para leituras:
http://www.islambr.com.br/
http://www.ziad.hpg.ig.com.br/
http://www.wamy.org.br/
http://www.islam.org.br/
http://www.sbmrj.org.br/



Mohammad, é considerado o derradeiro profeta de Deus, nasceu na Arábia, o século VI. Até a idade dos quarenta anos o povo de Makka o conhecia apenas como um homem de excelente caracter e finas maneiras e o denominavam Al Amim (o honesto). Não sabiam que brevemente ele seria profeta e receberia a revelação de Deus. Ele conclamou os idolatras para adorarem o Único Deus e para aceitarem como seu profeta. O Alcorão encontrado hoje em dia é o mesmo que foi revelado a ele. Nenhuma sílaba foialteada, pois o próprio Deus garantiu a sua preservação.




Fonte: Quem é um profeta no Islam (Centro de Divulgação do Islam para a América Latina), folheto informativo.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

VOCÊ CONHECE UM WOKERLOVER?

Vejamos algumas caracteristicas deum wokerlover de acordo com Patricia Bispo, do portal www.rh.com.br:
1. Ser apaixonado pelo trabalho, isso significa que a pessoa tem prazer em realizar suas atividades, motivado pela sua própria capacidade profissional.

2. Aceita os desafios não como m "castigo" ou "fardo", mas sim como uma oportunidade de desenvolvimento que poderá impactar sua carreira profissional.

3. Quando supera as metas, o apaixonado pelo trabalho não espera elogios para se sentir motivado e ser reconhecido pela empresa.

4. Enquanto as pessoas reclamam que os ponteiros do relogio não sae do lugar, o apaixonado pelo trabalho fica surpreso com a rapidez que o dia passou.

5. O wokerlove não fica recluso na sua ostra. pelo contrário ele sente prazer em compartilhar com os amigos as suas conquistas e do grupo.

6.O volume de trabalho não o deixa em pânico ou revoltado. ele considera suas responsabilidades como atribuições de valor.



PS: os wokerlover não são viciados em trabalho, pelo contrário amam o que fazem.







prof. valdeci leciona em Porto Velho-RO.



sábado, 2 de abril de 2011

SER POLÊMICO, EIS A QUESTÃO



Muito se fala em Gestão Democrática nas escolas do nosso Estado. Precisamos rever urgentemente a questão do poder à luz da questão do bem, da justiça e do dever ou de mesmo repensar as instituiçoes ditas coercitivas - sejam elas limitadas ao Estado e a sociedade civil ou capazes ainda de envolver a familia, ONG'S, e até mesmo organizações internacionais.

Penso eu, que a escola pública tem de ser vista numa visão macro, onde envolva toda comunidade, sociedade e todas as instituições sociais, a bem da própria sociedade e do futuro dos nossos jovens.

Jamais procurei fazer acusações levianas, sobre A ou B, tudo que critiquei ou critico, sempre mostro os prós e contras e como fazer, se não o soubesse não criticaria, nem mesmo abro a boca!


Não sou politico (profissional),digo dos politicos de carreiras, que ocupam cargos públicos e dos estadistas. Seria leviano, criticar o novo Governo ou a nova direção da Escola, porque tentam administrar o CAOS deixado pelo ex-governo ou desgoverno. Estão tentando acertar(o que criticar então?)


Precisamos assumir nosso papel como verdadeiro profissional, utilizando-se da ética e da razão. Falo da razão pública, e de uma maneira mais precisa de uma "publicidade racional" como trabalhadores que somos da educação, para não sermos vistos como trabalhadores do ócio.


Certa vez sentir em um grande amigo meu, um sentimento de "dó" quando referia-se a minha profissão, imediatamente o persuadir dizendo: "não tenha pena de mim, amo o que faço", é com esse sentimento que encaro a escola todo santo dia, desde o momento que saio de casa, não deixo me abater... ainda assim,não precisamos nos nivelarmos por baixo.


Acredito que o momento é propício para o debate (sadio) de idéias para a formulação de um novo Projeto Pedagógico, que dê enfase ao trabalho dos profissionais de nossa escola e principalmente aos nossos alunos, PP esse que coloque nossos alunos com chances de concorrer com alunos de todo país, nos mais altos escalões universitários e até mesmo profissional, que tal um projeto direcionado dentro das escolas públicas voltadas para concusos públicos? a exemplo do sucesso concreto que é o Projeto Terceirão JBC. é somente uma idéia e não ofende ninguém.



* Texto escrito, pensando nos meus colegas anônimos, que tanto colaboram com nosso BLOG, para que assim possamos somar, multiplicar em vez de dividir. O sucesso da Escola JBC é de todos nós, professores de 1.ANO (como sou também), 2. ANO e Terceiro.


Amplexus,



Prof. Valdeci Ribeiro


Leciona Sociologia e História em Porto Velho-RO, na Escola João Bento da Costa


sexta-feira, 18 de março de 2011

USINAS E O CAOS EM RONDÔNIA



Ninguem se rebela de uma hora pra outra sem motivos! Não sou a faor do vandalismo, mas as empresas responsavéis pela obra das úsinas de santo antonio e jirau, mantêm os trabalhadores em regime de escravidão ou no mínimo uma intensa exploração de mão de obra.


Muitos trabalhadores tem a carga horaria de até 12 horas de labuta diária, sem contar as horas que passam nas paraas de ônibus para ireme voltarem para casa.


A maioria dos trabalhadores são aliciados no interior do nordeste com promessas de bons sálarios e de excelentes condiçoes de vida e de trabalho para depois serem superexplorados.


Mas o que fazer para não voltarmos ao tempo onde as reivindicações eram resolvidas com a quebra de máquinas(LUDISMO), vivemos em uma época de informações onde acreditamos numa consciência dos trabalhadores ou no mínimo de cidadãos que sabem dos seus direitos e deveres.

A população está acuada, com medo! Os comerciantes fechandos seus estabelecimentos com medo de sauqe e quebradeiras. Cadê o PAC que não previu que a vinda de tantos homens para nossa cidade acarretaria em mais violência!


Enquanto isso... o Governo se cala, porque as grandes empreeteiras como sempre, investem muito em campanhas politicas. Agora é pagar pra ver: O CAOS!!!!



Professor de História, na cidade do CAOS.

quarta-feira, 16 de março de 2011

QUEM TEM BOCA VAI A ROMA?

Esse é um velho ditado popular. Ditado como o próprio nome diz é a expressão que através dos tempos se mantém imutável, aplicando exemplos morais, filosoficos e religiosos.
Mas trabalhando o conteúdo sobre Roma nos seus períodos históricos e na sua organização social e politica, nos deparamos com o velho adágio: quem tem boca vai a Roma!
É bastante comum em nosso dia a dia a expressão "quem em boca vai a roma!"
Contudo não era bem assim... a expressão correta é:QUEM TEM BOCA VAIA ROMA! e se refere aostempos em que Roma era governada por Júlio César.
Naquela época ninguem podia expressar sua opinião, ainda mais se fosse contraria a do tão poderoso Imperador, portanto Roma merecia por parte da Plebe e Escravos uma: vaia....
E eu pergunto: a história mudou? a liberdade de imprensa no Brasil é respeitada? nos orgãos públicos temos a liberdade de falar o que pensamos?
Aos poderosos que tentam calar a imprensa e os comunicadores no país uma Vaia!

sábado, 5 de março de 2011

PARODIA PARA AULA DE HISTÓRIA


PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DA GRÉCIA


Música: Pra não dizer que não falei das flores

Canta: Geraldo Vandré
.
.
.
Lá na Grécia os genos formavam irmãos/
O seu solo era pobre mas juntando as mãos
Se plantava e colhia tinha união/
Mas o povo aumentou e não sobrava pão.
E NA GRECIA ANTIGA TODO MUNDO PÔDE VER
CULTIVO, MITOLOGIA, PATRIARQUIA PODE CRER bis
Mas a fome separa os que eram irmãos/
Foi homero que disse da situação
Que surgiam cidades-estados: nação/
São chamados de Polis e tem divisão
E NA GRÉCIA ANTIGA TODO MUNDO PÔDE VER
COMÉRCIO, COSMOLOGIA, MILITARISMO PODE CRER bis
Em Esparta os soldados eram cidadãos/
Desde os sete de idade treinavam suas mãos
Pra usar bem as armas em pról da nação/
Vão lutar toda vida até ser anciãos
E NA GRÉCIA ANTIGA TODO MUNDO PODE VER
MOEDA, FILOSOFIA, DEMOCRACIA PODE CRER bis
Em Atenas mandavam os seus cidadãos/
Sua Democracia tinha distinção
Não votava o escravo, o meteco e a mulher/
Nem menores de idade podiam escolher
E NA GRÉCIA ANTIGA TODOMUNDO PÔDE VER
TEATRO, ARQUITETURA E JOGOS OLIMPICOS TAMBÉM bis
A Cultura se espalham em todas as regiões/
Alexandre, o grande, conquista nações
Os romanos aprendem as suas lições/
E conquista o mundo sabido de então
E DA GRÉCIA ANTIGA TODO MUNDO PÔDE VER
LEGADO CULTURAL QUE NUNCA VAMOS ESQUECER BIS
Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral, na Escola João Bento da Costa, PVH.



quinta-feira, 3 de março de 2011

O LEGADO DEIXADO PELOS GREGOS

BREVE RESUMO: aos meus queridos alunos do Terceirão JBC
A cultura grega foi imensamente rica. Teve grande influência em todo mundo ocidental. A história, por exemplo, começou a ser estudada como ciência pelos gregos. Herótodo, natural da Asia menor, escreveu o primeiro livro da história com fundamentos científicos e baseado em pesquisas. Tucídides , de Atenas, escreveu um relato sobre a guerra de Peloponeso.
Os gregos dedicavam-se também a oratória. Falar em público era muito importante na sociedade grega. Um dos oradores mais celebres foi Péricles. Outro foi Demóstenes, gago até a adolescência, corrigiu seu problema falando com a oca cheia de sementes ou pedrinhas tentando discursar mais alto do que as ondas do mar. Demóstenes foi autor das "Filípicas" uma obra contra o Rei Filipe II da Macedônia, que invadiu a Grécia.
A Filosofia foi o grande legado do pensamento grego. Inicialmente os gregos tentram explicar os fenômenos da natureza com justificativas mitologicas, ou seja atribuiam acontecimentos a atos de deuses, heróis e semi-deuses. Os pensadores dos primeiros tempos são chamados de Pré-Socráticos, isto é, os que vieram antes de Socrátes, que junto com Platão e Aristóteles transformaram-se nos mais importantes filosofos gregos.
Com o desenvolvimento da cultura e maior disponibilidade de bens materiais, os filosofos passaram a buscar explicações racionais e organizadas para os acontecimentos. Socratés foi o primeiro a proceder dessa forma. Ele abalou tanto a sociedade de seu tempo que foi forçado pelas autoridades a suicidar-se, bebend um preparado de uma planta chamada CICUTA.
Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História, Filosofia e Sociologia em Porto Velho.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O CONFLITO NO ORIENTE MÉDIO

As diferenças etnicas e religiosas estão estreitamente relacionadas a padrões de discriminação, rivalidade intergrupal, ódio e guerra civil. Seria errado considerar tais fatos meros vestigios de algum período pré-moderno, fadadasa desaparecer.
Vemos séculos de guerra religiosa, discriminação racial e confrontos etnonacionais. É dificil negar que as diferenças dessa natureza parecem ter pelo menos a tendência a atiçar conflitos. Por outro lado, também é dificil entender o porque disso.
O potencial de conflito violento não vem apenas da diferença apenas. Ele ocorre quando nossas crenças nos impelem a fazer algo agressivo a outro grupo (por exemplo, tomar-lhes terras porque acreditamos que nosso deus as prometeu a nós).
O problema é que, tão logo esses conflitos se iniciam e a competição pelo poder assume o manto da etnia, parece particularmente dificil superar o ódio, o ressentimento e, mesmo quando chega a paz, obter a reconciliação.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

PORRADA NO BUSÃO

Nos últimos dias estamos assistindo a manisfestação dos estudantes de Porto Velho, em relação ao aumento da passagem de ônibus na cidade. Se não é de mal gosto, é digna de punição por parte das autoridades aos integrantes desse movimento.
Sempre fui defensor os movimentos estudantis, participei desde meus tempos de estudante secundarista de paradas, bloquetes e até mesmo do fechamento da BR 364 nos idos de 1993, quando ingressara na Universidade.
Ainda em 1994, 1995 juntamente com Lindeberg Farias, então presidente da UNE, participei do Encontro Nacional de Estudantes de História, realizado na UFRJ na cidade do Rio deJaneiro, naqueles anos, nossa briga era pela regulamentação da Profissão de Historiador.
Entretanto, o uso da força havia ficado para trás no tempo da ditadura militar, onde estudantes armados com pau e pedras lutavam contra a força das armas dos militares, mas era preciso! As reivindicações não chegavam nos altos escalões e os movimentos estudantis eram proibidos.
Inconsequentemente, nossa cidade esta sendo panfletada com dizeres "PORRADA NO BUSÃO", onde os integrantes do grupo querem de qualquer forma pedir o cancelamento do aumento da passagem do ônibus, e para isso vão, se é que terão coragem, usar a bandalheira, o vandalismo. Até mesmo o muro da escola João Bento da Costa, pintado a poucos dias está todo pichado com o slogan do movimento!
Não sou a favor de nenhuma forma de violência!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

PT: AS LAMBANÇAS DA PETEZADA



O Governo Federal priorizou as Obras do PAC em detrimento a organização dos concursos públicos programados e da contratação de novos funcionários para esfera federal. Em Rondônia as obras do PAC foram um desastre!


Os viadutos prometidos para desafogar o trânsito tão caótico de Porto Velho, foram paralisados por erros na estrutura da obra(segundo informou o orgão responsável pela obra), 03 viadutos mais de 03 anos para fazer a merda que estar causando transtornos para a população!


A água encanada prometida numa propaganda enganosa que dizia que a cidade teria 100% de água tratada, pura balela de campanha, foram colocadas alguns tubos e ficamos com a cidade toda emburacada, jogados a lama e esgoto à ceu aberto!


Cadê o dinheiro investido nas obras do viaduto?

Cadê o dinheiro da água encanada e tratada?



Do jeito que as coisas andam essa petezada, vai dar adeus aos cargos públicos nas próximas eleições!!!


Chega de andarem de carona, arrastados pelo governo federal!

A popularidade de Lula e Dilma trouxe para nossa politica, pessoas que não ganhavam por aqui nem pra líder sindical!!!!!


Que pena!!!!! queremos nosso viaduto!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

A ARTE DE ENSINAR

O Ministério da Educação lançou em rede nacional uma propaganda apelativa à caça de novos professores. Mas afinal, quem quer ser professor nesse país? Seria esta profissão uma rota de escape para tirar da miséria filhos de pobres, sem muita expectativa na vida.
Como todo artista o professor deveria ser valorizado e melhor remunerado, falo artista porque pra dar aula nete país tem que ser um verdadeiro "artista".
O professor antes de tudo tem que ser um líder ou estará fadado ao fracasso profissional, sendo uma pessoa reprodutora do sistema, e não um "transformador" como teria que ser.
Falar sobre liderança não é muito fácil, pois as caracteristicas que definem um lider eficaz são muito dinâmicas e variam muito com o momento.
Um professor líder teria no mínimo um príncipio básico e ao mesmo tempo fundamental: gerar resultados efetivos através do entusiasmo das pessoas.
Como gerar resultados efetivos com a motivação dada pelo MEC aos professores do Brasil?
Ou somos malabaristas de farol ?
Ensinar é arte ou qualquer um que aceite a apelação do Governo, através da propaganda na mídia, pode assumir esse importante papel?
Prof. Valdeci Ribeiro, leciona História Geral em Porto Velho-RO.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

CONFÚCIO MOURA DECRETA ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA NA EDUCAÇÃO DE RONDONIA

Acordei pensando ter sido verdade o título em epigrafe. Assim como fez com a Saúde, o Governador decretara que nossa educação precisava de socorro, e alguns paladinos do foro brasiliense chegava em Porto Velho, para visitar nossas escolas, pasmem a escola escolhida foi a que eu trabalho e num dia de chuva, onde os corredores alagam e as aguas invadem a biblioteca, banheiros e sala de professores!
Ficavam chocados com o calor absurdo das salas sem ar-condicionado, ficavam enojados com o estado de putrefação dos banheiros!
Mas, foisimplesmente um sonho!!!!!!!
Ninguém de Brasília vem nos visitar!
Ninguém do novo governo veio nos assistir!
E o ano letivo começa, com ar de que tudo vai continuar como está!
As desculpas começaram.... mas, temos que dar um desconto é começo de um novo governo, o ex-governo deixou nossas esc olas sucateadas,com ar de presídios em meio ao lixo!
Enquanto isso nos resta esperar....
Prof. Valdeci, leciona História e Sociologia em Porto Velho... no JBC

sábado, 29 de janeiro de 2011

PORTO VELHO: QUERO UM GUIA TURISTICO




Quem visitar Porto Velho precisará de um guia turistico para mostrar as obras (merdas) do PT dentro de nossa cidade e outras que só acontece por aqui:

1º Os três viadutos no trevo do Roque, que em sua inutilidade poderia ser transformada em pista para Motocross ou Bike, quem sabe uma Olaria (cerâmica) para fazer tijolos com todo aquela argila solta.


2º Água tratada e canalizada para toda população, Porto Velho tem que se orgulhar de ser a primeira da Região Norte, a ter água tratada para 100% dos moradores. E ainda teve candidato que teve a coragem de usar esse lema na campanha passada! vergonha!


3º Leis que privilegiam politicos depois de seus mandatos com oito seguranças do governo para atender ex-governos!!!! é só por aqui mesmo.....


4ºTemos o pior time de futebol do País.... (mas, isso não é culpa do PT) é culpa do Loló!


5º Não temos Bumbodromo, nem Sambodromo. Mas, temos dois camelodromos que embelezam o centro de nossa cidade, com construções que dão inveja para qualquer favela do Rio de Janeiro.


6º Temos uma Policia Ambiental, que sua maior atribuição é fiscalizar volume de som nos bares e cabarés da cidade.... enquanto isso.... os madereiros fazem a festa!


7º Temos uma Escola que é a maior da região norte/nordeste em índice de aprovação no Vestibular para universidade federal. Sendo assim nossos guias precisam conhecer esta escola que fica na zona sul. Excelente pintura, banheiros de fazer inveja pra qualquer escola particular, climatizadas, etc... tudo de bom! > a culpa aqui foi do ultimo des-governo!


Quem quiser conhecer vem prá cá, conhecer Porto Velho que é um bom lugar!




De quem é a culpa? precisamos agir? como?

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

O QUE MUDARÁ NA EDUCAÇÃO DE RONDÔNIA

Não precisaremos desenvolver nenhum ritual para visualisar a situação da educação em Rondônia nos próximos anos. Quem sonhava com mudanças rápidas, pode tirar o cavalo da chuva, porque, ã briga nos bastidores por cargos entre PT, PMDB e PCB está longe de terminar.
Precisavamos de medidas drasticas dentro das escolas, aumento do número de inspetores, zeladores, serviços gerais (eletrecistas, pintores, etc...). Pra quem sonhava com um ataque de CHOQUE, nem mesmo os antigos diretores não foram convocados para saber as diretrizes do novo governo.
Vamos iniciar o nosso ano letivo, com nossas escolas parecendo presídios, sem ar-condicionados, banheiros destruidos, sem pinturas, falta de professores. Sem contar com a fuga de professores para outras Instituições Federais.
Poderiam ter decretado estado de Calamidade Pública, também na Educação de Rondônia, é só observar o Edital do CESPE para provimento de cargos públicos para a SEDUC do Amazonas, os salários inicial para professores é de R$ 2.352,00, isso sem levar em conta a gratificação de pós graduação que elevará os salários daqueles professores para quase 2.700,00.
Podem até dizer que o atualgoverno não tem culpa nenhuma, contudo esperamos de coração, que daqui a 3,5 anos quando chegarem as eleições novamente, a situação ainda esteja deploravel.
Precisamos de investimentos na educação de Rondônia, precisamos de reformas, sálarios dignos, condições dignas de trabalho, cursos de aperfeiçoamento, prevenção de saúde nas escolas para profissionais.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

O PODER DA SOCIALIZAÇÃO


* DE VOLTA ( nosso primeiro texto 2011)

Conta-se que numa pequena cidadezinha no interior da França, se não me falha a memória AVEIRON, em meados do século XVIII, muitos moradores comentavam ter visto um menino que se locomovia rapidamente pela floresta, e aparecia pela cidade em busca de algo para alimentar-se.
Alguns pesquisadores da época, entre os mesmos cientistas, professores, caçadores e outros curiosos, armaram e organizaram uma caçada ao menino que para muitos era apenas uma lenda.
Ao capturá-lo, ficaram em transe por verem que se tratava de um menino que aparentava ter entre 11 ou 12 anos de idade, e que provavelmente teria sido abandonado ou perdido-se pela floresta de Aveiron. Deram-lhe o nome de Vítor de Aveiron, em homenagem a cidade.
Muitos foram os diagnosticos e laudos médicos a respeito do comportamento do pequeno da floresta, alguns afirmavam que o mesmo sofria de uma Síndrome famosa naqueles tempos: SINDROME DE ÍDIOTIA; não falava rosnava, urrava e emitia sons como animais da floresta, era agressivo, e locomovia-se como lobos ou outro animal quadrupede.
Entretanto, um professor não acreditava naqueles laudos, e desafiou a sociedade, levando o menino para sua casa, pois acreditava que o mesmo poderia aprrender alguma coisa.
Em alguns meses, Vítor de Aveiron já conseguia comer levando a comida para a boca com as próprias mão, não mais metendo a cabeça no prato, já pronunciava algumas palavras e seu comportamento começara a mudar pelo contato que o mesmo começou a ter com alguns humanos.
Nota-se aqui a grande importância da comunicação entre os seres humanos, esse poder fantastico que é de conhecer novas pessoas, novas idéias, novos sonhos e até quem sabe novos amores.
A vida é feita por opções, escolhas que muitas vezes não depende apenas de nós decidirmos, as vezes não temos maturidade para fazer escolhas, nem mesmo condições emocionais para isso. Mas, a vida é feita de oportunidades, e precisamos está atententos quando elas aparecerem.