Tratar Presos com mais rigor?

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O CONFLITO NO ORIENTE MÉDIO

As diferenças etnicas e religiosas estão estreitamente relacionadas a padrões de discriminação, rivalidade intergrupal, ódio e guerra civil. Seria errado considerar tais fatos meros vestigios de algum período pré-moderno, fadadasa desaparecer.
Vemos séculos de guerra religiosa, discriminação racial e confrontos etnonacionais. É dificil negar que as diferenças dessa natureza parecem ter pelo menos a tendência a atiçar conflitos. Por outro lado, também é dificil entender o porque disso.
O potencial de conflito violento não vem apenas da diferença apenas. Ele ocorre quando nossas crenças nos impelem a fazer algo agressivo a outro grupo (por exemplo, tomar-lhes terras porque acreditamos que nosso deus as prometeu a nós).
O problema é que, tão logo esses conflitos se iniciam e a competição pelo poder assume o manto da etnia, parece particularmente dificil superar o ódio, o ressentimento e, mesmo quando chega a paz, obter a reconciliação.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. parabens continuem assim......

    ResponderExcluir
  3. Parabens,muito bom queria mais coisas sobre esse conflito poderia botar mais??
    Obrigada... : D

    ResponderExcluir
  4. Realmente está um pouco confuso,embora muito informativo...
    Neste tipo de texto seria bom que qualquer pessoa conseguisse retirar o máximo de informação.
    Contudo,o conteúdo é ótimo!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Bem, sou apenas uma estudante e vim pesquisar origens e razões para os conflitos existentes no Oriente Médio, se é que tudo o que ocorre por lá possa ser justificado.
    Entretanto, apesar de compreender as informações transmitidas pelo autor, o texto, no meu ponto de vista, não está claro,imparcial ( no sentido de fornecer informações sobre os conflitos dessa região)nem abrange o foco direcionado pelo tema.
    Como já fora citado acima nos comentários, acredito que o que o autor do texto se propôs a comentar foi a questão da intolerância religiosa, que por sua vez fica explícito sua contrariedade as afirmações religiosas dos judeus em relação à posse da "Terra Prometida".

    ResponderExcluir