Tratar Presos com mais rigor?

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A Cidade é a cara de seu Administrador

Não há como negar... até os mais fiéis dos puxa-sacos a de aceitar as péssimas condições em todos os níveis em que se encontra nossa cidade. Uma cidade entregue aos buracos, nem umas simples operação Tapa-Buracos conseguimos ver em Porto Velho.
Engraçado se não fosse cômico, é que muita gente se manifesta, se organizam, publicam nas redes sociais contra um certo professor que escreve de maneira irônica sobre esta cidade fantasmagórica!!!
Se o povo fosse "inteligente" em uma campanha eleitoral, não seria difícil identificar como seria o "governo" do futuro candidato ao executivo. Simples, é só olhar a maneira que o mesmo trata os seus negócios na vida privada...  Se o mesmo tratar o seu próprio negócio como uma verdadeira PRIVADA... já sabemos que vai ser um CAOS.
Então estava escrito que a população de nossa cidade pagaria caro, por não olhar a vida privada do seu candidato!!!!!!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E A POLITICA DO PÃO E CIRCO


São muitos os problemas que estão presentes na educação brasileira, especialmente na educação pública. São diversos os fatores que proporcionam resultados negativos, um exemplo disso são as crianças que se encontram no 6ºano do ensino fundamental e não dominam habilidade de ler e escrever.

Esse fato é resultado direto do que acontece na estrutura educacional brasileira, pois praticamente todos os que atuam na educação recebem baixos salários, professores frustrados que não exercem com profissionalismo ou também esbarram nas dificuldades diárias da realidade escolar, além dos pais que não participam na educação dos filhos, entre muitos outros agravantes. 

As avaliações implantadas pelo governo para avaliar a educação brasileira apresentam números desanimadores, isso se tornou uma situação insustentável que não pode continuar. 
Em setembro de 2006, um grupo de empresários e políticos, com a participação dos meios de comunicação em massa, firmou um compromisso denominado de Todos pela Educação. Nessa mobilização ficaram definidas algumas metas a serem alcançadas até 7 de setembro de 2022. São elas: 

- Todo indivíduo com idade entre 7 e 17anos deverá estar na escola. 
-Todo indivíduo com idade de 8 anos deverá dominar a leitura. 
- Os alunos deverão ter acesso a todos os conteúdos correspondentes a sua série. 
- Todos os alunos deverão concluir as etapas de estudo (fundamental e médio). 
- Garantia de investimentos na Educação Básica. 

Números que retratam os problemas da educação brasileira 

• Hoje, no Brasil, de 97% dos estudantes com idade entre 7 e 14 anos se encontram na escola, no entanto, o restante desse percentual, 3%, respondem por aproximadamente 1,5 milhão de pessoas com idade escolar que estão fora da sala de aula. 

• Para cada 100 alunos que entram na primeira série, somente 47 terminam o 9º ano na idade correspondente, 14 concluem o ensino médio sem interrupção e apenas 11 chegam à universidade. 

• 61% dos alunos do 5ºano não conseguem interpretar textos simples. 60% dos alunos do 9ºano não interpretam textos dissertativos. 

• 65% dos alunos do 5ºano não dominam o cálculo, 60% dos alunos do 9º ano não sabem realizar cálculos de porcentagem. 


Medidas que possivelmente poderão combater os índices acima apresentados: 

• Mobilização da sociedade para a importância que a Educação exerce. 

• Direcionamento de recursos financeiros para escolas e professores. 

• Valorização do profissional da educação. 

• Implantação de medidas políticas educacionais a longo prazo.

Valdeci Ribeiro, leciona na Rede Pública de Porto Velho-RO.