Tratar Presos com mais rigor?

domingo, 25 de abril de 2010

MUNDO ANIMAL

"O direito animal é delicado. Não temos problema em comer uma ostra, mss temos raiva de quem faz um cão sofrer. Por trás do amor aos animais, se esconde um ódio aos homens. É preciso desconfiar desse amor." Luc Ferry, filosofo.

A civilização ocidental moderna é baseada em uma cultura de consumo sem fim, ou seja, de um esgotamento das riquezas naturais. Aqueles que defendem o "decrescimento" são, desse ponto de vista, também anticapitalistas - e daí vem um forte ligação com o "altermundialismo"(corrente politica que usa o lema "UM OUTRO MUNDO É POSSÍVEL" e combate a globalização) e da ecologia.
Há também uma forte crítica ao humanismo, à filosofia que está na base da modernidade. Com o nascimento dos direitos humanos, o Ocidente colocou o homem no centro do Universo. Alguns ecologistas querem tirar o homem do centro e colocar a natureza, defendendo por exemplo,o direito dos animais ou das árvores.
Essa idéia é, principalmente, uma arma de guerra, mas guarda uma certa verdade. Afinal, com o desmatamento, o HOMO OCCIDENTALIS se portou mal com a natureza e com os seus habitantes. E esse é o problema da ecologia: ela sempre tem um fundo de verdade.
É só analisar: matar um ser humano, contrata-se um advogado, paga-se uma fiança e pronto responde o processo em liberdade!
Agora se for um animal... o crime é injustificavél!!!!!!!!
O nosso mundo tá ficando ANIMAL. O problema, a principio, é que , hoje, quando alguém tem direitos, tem também deveres, algo que para os animais e as árvores é um tanto complicado...
A verdadeira ecologia, é aquela que quer o cresciemtno sustentável e que acredita que a solução se encontra na inovação, na razão e na ciência, não no decrescimento e no ódio à DEMOCRACIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário