Tratar Presos com mais rigor?

segunda-feira, 16 de abril de 2012

FOLCLORE POLITICO DE RONDONIA 3

Múcio Athayde (PMDB), eleito pelo estado de Rondônia, ficou muito conhecido por só andar de chapéu. Ele o usava no estilo cowboy, abas levantadas, diferente da moda cangaceira de Mão Branca.

Múcio se elegeu a primeira vez, como deputado federal, pelo PTB de Minas Gerais. O golpe militar de 64 o cassou por corrupção, um ano depois da posse, em ato publicado no Diário Oficial de 14/04/64.

Depois de recuperar seus direitos políticos (suspensos por 10 anos), Múcio decidiu eleger-se por Rondônia, estado no qual jamais havia colocado os pés. Montou esquema vitorioso para a compra do mandato e se deu bem.

Na Câmara dos Deputados, se alguém de Rondônia comparecesse a seu gabinete, solicitando qualquer tipo de ajuda, recebia a seguinte explicação:

"-Eu não ajudo ninguém, pois não devo nada a ninguém. Paguei caro por cada um dos votos que recebi e cumpri o acordo que fiz".

Nunca mais colocou os pés naquele estado, sendo proprietário de jornal em Brasília (DF), o qual diariamente publicava sua foto na primeira página com manchete que ele mesmo escrevia. Era sempre citado como "O Homem do Chapéu".

Nenhum comentário:

Postar um comentário