Tratar Presos com mais rigor?

domingo, 10 de janeiro de 2010

CONVIVÊNCIA COM A DIVERSIDADE

Levi-Strauss


Estamos em férias e nada melhor do que repensar nossos valores enquanto educadores e até mesmo como pais. A sociedade muda numa velocidade nunca vista antes, as informações são jogadas a todo momento através da mídia e os jovens assimilam com tanta verocidade que fica difícil um professor se apegar simplesmente a uma apostila ou mesmo um livro sem valorizar as informações colhidas pelos jovens e adolescentes no dia a dia.

O que pensar sobre os jovens dessa geração?

Tantos modimos, modernidade e modificações no seu comportamento. é natural?

O pensamento e as constatações de Levi-Strauss reforçam o fato de que as diferenças culturais são as mais diversas e peculiares, porém, os dilemas existencias do ser humano são os mesmos. Tanto para um esquimó, um pgimeu, um empresário ou um operário, as aspirações por felicidade e os sentimentos de carinho, afeto, medo e coragem são iguais, o que mudam são os mitos e os ritos, comportamentos e maneiras de manifestá-los.

Por esta perspectiva, ele ressaltou que todo significado produzido dentro de uma cultura é fruto das inter-relações humanas que faz com que a realidade social seja construida por um conjunto extraordinariamente multidifersificado de relações.

Principio básico da democracia, a convivência das diversidades é um dos principais obstaculos para a construção das realidades sociais, politicas, economicas e empresariais mais justas e harmoniosas.

Infelizmente na sociedade a competição predatória predomina em detrimento da cooperação a ao fortalecimento do vínculo de relacionamento humano.

Precisamos ensinar e reforçar às nossas crianças, jovens e adolescentes que para uma convivência harmoniosa na sociedade é preciso respeitar as diversidades religiosas, sociais, culturais, politicas e sexuais. só assim conseguiremos diminuir as desigualdades e os preconceitos existenciais.


Prof. Valdeci Ribeiro, Porto Velho-RO

Nenhum comentário:

Postar um comentário