Tratar Presos com mais rigor?

domingo, 21 de fevereiro de 2010

VIOLÊNCIA EM SALA DE AULA



Começamos o ano letivo e me pego falando a várias turmas da escola sobre regras e de como nos devemos nos portar para mantermos uma convivência saudável e pautada na ética. É preciso deixar bem claro para alguns alunos que não viemos para a escola para fazer guerra contra professores, nem vandalismo contra a escola.

As vezes fico imaginado como era a educação algumas décadas atrás: Onde punir alunos não bastavam palavras! O castigo corporal vinha de forma de palmatória ou ate mesmo, como acontecia com meus pais, ou até mesmo ajoelhar no milho ainda era do meu tempo. Ficar no canto da sala ou escrever uma frase várias vezes era das punições mais brandas.

Com o avanço de outras ciências: Psicologia e Psicanálise, valorizou-se o uso da palavra. Os professores e os pais mais esclarecidos reeprendem os alunos e filhos com este instrumento poderoso que é a comunicação, o uso da palavra.

Uma frase dita na hora certa pode valer muito mais do que os castigos, que provocam ira, o que é contra todos os metodos do processo educacional.

Naturalmente, a violência, trata-se de uma triste e ultrapassada opção. A agressão física cedeu lugar ao trabalho de convencimento verbal do educador em relação à seus alunos. CHEGOU O MOMENTO DE COMPREENDER QUE É PRECISO DAR TRATAMENTO DE CHOQUE A EDUCAÇÃO BRASILEIRA, não apenas para resolver a violência em sala de aula entre professores e alunos, mas de um modo geral, resolver o PROBLEMA DO ANALFABETISMO no país e melhorar às condições de ensino, do ponto de vista qualitativo e quantitativo.

2 comentários:

  1. Muito interessante esse seu texto sobre a violencia na escola.!
    parabéns pelas suas aulas q sao muito boas e continue assim.

    ass:leonardo.m 1°ano 22

    ResponderExcluir
  2. gostei muito do que o professor desse,isso é uma pura verdade...

    ResponderExcluir