Tratar Presos com mais rigor?

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

QUANDO A TEORIA ATRAPALHA


Qual a diferença entre rondonienses e nordestinos, brasileiros e bolivianos? Quais as diferenças entre um Psicologos, Psiquiatras e Professores? Temos muitas diferenças culturais na habilidade criativa, na capacidade de organizar as ideias, mas no fringir dos ovos somos todos iguais. Qual a diferença existente entre alguns professores? O carro do ano, o apartamento novo? Ou alguns têem uma capacidade estrondoza de se fazer aparecer?

Muitos não entendem que cada ser humano é especial, até as pessoas mais complicadas tem uma história fascinante para ser vivida e respeitada principalmente pelos colegas de "Classe". Aliás não ter classe as vezes é caracteristicas marcante em pessoas que menosprezam os outros pelo simples fato de sentirem-se mais importante no processo produtivo do que os outros.

Gosto muito da máxima de Abraham Lincoln: "só tem direito de criticar aquele que tem coração para ajudar", se for pra jogar lama nos outros pelo simples fato de se sentir importante é melhor que não façamos, a crítica tem que ser construtiva principallmente no grupo social em que estamos inseridos, mas as pessoas também tem o direito de serem idiotas.

Entretanto para terminar estas poucas linhas mal traçadas, tenho a convicção de que as vezes a "Teoria atrapalha" quando temos um projeto e as pessoas esperam de nós aquilo que ele gostaria de ter tido a idéia primeiro, assim buscam falhas em nossa personalidade e as vezes tentam nos sangrar, nos agredir e até mesmo nos insultar. Porém cito Voltaire para concluir meu soneto: "Posso não concordar com tudo que tú dizes, mas defenderei até o fim o teu direito de dizê-las".


Amplexos,


FELIZ NATAL A TODOS OS MEUS AMIGOS, E "INIMIGOS" TAMBÉM.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário